Menu

Como blindar sua SAÚDE MENTAL durante a pandemia?

07/04/20

 

Dia 7 de abril é celebrado o Dia Mundial Da Saúde. Esta data tem o propósito de conscientizar a população de tudo o que abarca o tema “saúde” e coincide com o dia da fundação da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Muitas pessoas se dizem saudáveis devido ao fato de não possuírem doenças físicas, mas a ausência de enfermidades no corpo não significa que uma pessoa esteja completamente saudável. Para a OMS, saúde é ter um estado completo de bem-estar físico, mental e social. Ou seja, não basta eliminar ou prevenir doenças, também é importante estabelecer uma boa relação com as pessoas, ter uma rotina leve e equilíbrio emocional.

A saúde é a grande responsável por manter nosso corpo e nossa mente em constante atividade, oferecendo maior qualidade de vida. Na correria do dia a dia, o equilíbrio entre corpo e mente é deixado de lado, o que leva a uma situação caótica na saúde mundial. Problemas de saúde mental têm se tornado cada vez mais comum em todo o mundo, o Brasil por exemplo, apresenta cerca de 260 milhões de pessoas com depressão e/ou ansiedade, ou melhor, é o país que concentra os maiores números do continente americano, de acordo com dados mais recentes (4 de outubro de 2016 e 23 de abril de 2019.) da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS).

Entre várias possibilidades, como traumas de infâncias e outras intercorrências ao longo da vida, alguns sofrimentos psíquicos podem ser desencadeados pela rotina agitada, isso porque o mundo está cada dia mais competitivo e com muitas mudanças, o que pode ocasionar um excesso de medo e preocupação, gerando angústia e sofrimento ao indivíduo. Conforme mencionado, a depressão e ansiedade são transtornos mais presentes no cotidiano do brasileiro, e segundo o estudo da OMS, a depressão é caracterizada por sintomas como: tristeza profunda, falta de ânimo e baixa autoestima. Ela também se manifesta nas questões físicas, como dor de cabeça, insônia, falta de apetite, entre outros. Já a ansiedade é associada a preocupações e medos constantes, geralmente com expectativas exageradas acerca do futuro, que dificulta a gestão das emoções e de terem uma rotina mais tranquila. Suas manifestações físicas estão ligadas à palpitação, boca seca, dor de cabeça e tontura. Assim, é possível atestar que a maioria destes transtornos podem se manifestar no ambiente de trabalho ou escolar, pois são locais que se concentram maiores exigências e pressão nas atividades, o que leva ao maior nível de estresse, podendo comprometer assim a saúde mental do profissional/estudante, atingindo fatores como produtividade e concentração. É importante ressaltar que nem sempre ter estes sintomas se referem a essas doenças e que o acompanhamento de um profissional é fundamental no diagnóstico e cuidado desses tipos de sofrimentos.

Com a pandemia da COVID-19, a saúde mental das pessoas está ainda mais em risco, uma vez que o medo, o isolamento e a angustia invadem a mente, causando pânico generalizado.

Neste momento é importante se manter corretamente informado e atento às medidas de prevenção para colaborar no combate do vírus. Mas o que fazer para preservar a saúde mental durante a pandemia?

  • Evite o bombardeio de informações: Muita informação neste momento só aumenta a preocupação e pode elevar sua ansiedade. Se informe o necessário pela manhã, e se estiver em Home Office dedique-se ao trabalho ou se está cumprindo a quarentena, busque coisas para fazer – fazer o que gosta também é cuidar da saúde mental. Se ocupe lendo livros, testando novas receitas, arrumando seu armário, separando roupas para doação, fazendo cursos online, aperfeiçoando o seu lado profissional, enfim, procure algo prazeroso para fazer.
  • Beba água e se alimente bem: É importante se manter saudável e hidratado. Coma alimentos nutritivos, como legumes e verduras.
  • Cultive o autocuidado: Aproveite esse momento para olhar mais para você. Busque entender que esse período de isolamento social é também uma forma de autocuidado e que logo irá passar. Pensar positivo também ajuda a enfrentar momentos difíceis.
  • Aprenda técnicas de relaxamento: Quando for difícil manter o pensamento positivo, busque relaxar. Uma forma eficaz é a meditação. Ela ajuda a manter o equilíbrio entre o corpo e a mente podendo diminuir picos de ansiedade. Além disso, atenua o estresse, melhora a cognação, a função imunologia e ajuda a memória. Existem alguns Apps que podem ajudar.
  • Faça exercícios físicos: A prática de exercícios físicos ajuda na qualidade de vida, a ter e a manter a vitalidade, a disposição, além de fazer bem ao coração e reduzir o estresse.
  • Evite o isolamento total: Neste momento, a recomendação é ficar em casa, mas você pode falar com amigos e familiares através de vídeo chamadas, por isso busque interação!
  • Faça pausas: Elas são essências para uma vida leve e saudável. Uma pausa de cinco minutos, faz toda a diferença! Faça intervalos durante as tarefas, essas pausas ajudam a aliviar a tensão e a recuperar a energia.
  • Durma bem: Todos os itens acima ajudam a ter um boa noite de sono e dormir bem reduz as chances de desenvolver depressão, melhora o humor e deixa a memória muito mais aguçada.

Uma vida saudável se resume em inúmeros fatores, por esta razão, busque por experiências positivas, mantenha corpo e mente em equilíbrio! E lembre-se de buscar um acompanhamento profissional, afinal de contas, cuidar da mente é tão importante quanto cuidar do corpo!

 

REFERÊNCIAS:

https://www.gndi.com.br/saude/blog-da-saude/afinal-o-que-e-ter-saude
https://www.paho.org/bra/index.php?option=com_content&view=article&id=5620:dia-mundial-da-saude-2018-saude-universal-para-todos-em-todos-os-lugares&Itemid=1036
https://www.gndi.com.br/saude/blog-da-saude/afinal-o-que-e-ter-saude
https://www1.folha.uol.com.br/seminariosfolha/2019/05/saude-mental-brasileira-sofre-de-instabilidade.shtml
https://veja.abril.com.br/saude/pesquisa-indica-que-86-dos-brasileiros-tem-algum-transtorno-mental/amp/#aoh=15855235340527&referrer=https%3A%2F%2Fwww.google.com&_tf=Fonte%3A%20%251%24s
https://www.saude.gov.br/noticias/agencia-saude/46193-saude-mental-investimento-cresce-200-em-2019

- As opiniões aqui expressas são as do autor e não refletem necessariamente as da Bunzl Saúde. A empresa não assume qualquer responsabilidade por erros nas informações aqui contidas, nem por qualquer dano que possa decorrer do uso delas ou da confiança nelas.