Menu

COVID-19: Como lidar com uma pessoa contaminada dentro de casa?

15/04/21

Para conviver com alguém com COVID-19 é necessário tomar alguns cuidados.

A partir do diagnóstico de COVID-19, o ideal é organizar um cômodo para que a pessoa doente fique isolada dos demais familiares, evitando assim a contaminação da família, durante todo o período de transmissão da doença.

O que fazer? Ir ao hospital ou ficar em casa?

Na maioria das pessoas, a COVID-19 é uma doença autolimitada, com sintomas variáveis, mas em geral manejáveis em casa. Muitos médicos e secretarias de saúde têm disponibilizado o serviço de teleconsulta, que é uma maneira apropriada de investigar os sintomas da doença, risco de complicações, avaliar comorbidades e acompanhar a evolução da doença.

Podem ser necessários exames laboratoriais ou de imagem para avaliação clínica, mas é importante que a pessoa com COVID-19 se informe de como deve ser sua entrada na instituição de saúde, pois estão sendo adotados fluxos especiais para evitar a exposição de outras pessoas e profissionais da saúde.
Por quanto tempo a pessoa com coronavírus deverá ficar isolada?

A pessoa infectada deve ficar isolada por no mínimo 10 dias, se teve apenas sintomas leves e se os sintomas já regrediram antes do nono dia. Caso contrário, são indicados pelo menos 14 dias, e em pacientes que evoluíram com gravidade ou pacientes imunodeprimidos podem requerer mais tempo de isolamento, pois tendem a eliminar o vírus por mais tempo.

 

Circulação de ar

É importante para o paciente com COVID-19 que se mantenha em um ambiente arejado. Alguns dados sugerem que a circulação de ar reduz a reinoculação do vírus no próprio indivíduo, o que poderia levar à elevação da carga viral. Também por este motivo, pessoas com COVID-19, enquanto isoladas em um cômodo, não devem permanecer de máscara.

Quarto individual: o ideal é que o indivíduo contaminado permaneça completamente isolado em um cômodo, com a porta fechada, mas idealmente com as janelas abertas para o exterior, permitindo ventilação. Ele próprio deve cuidar da limpeza e organização do ambiente, e receber alimentos/medicações em contato breve, com utilização de máscaras.

Banheiro: Idealmente, o banheiro também não deve ser compartilhado, mas se isso for necessário, o paciente com COVID-19 deve manter suas toalhas e objetos de uso pessoal separados dos demais. Desinfetantes de uso doméstico devem ser utilizados na limpeza do ambiente com frequência.

Famílias grandes: se não houver muito cuidado no isolamento, famílias grandes podem perpetuar com a doença por muitas semanas, devido a contaminação sequencial dos membros da família. É importante que uma pessoa apenas seja escolhida como cuidadora, que será quem proverá o que o doente precisar, em contatos breves. A família deve observar sintomas e prontamente isolar qualquer outro membro que venha a apresentar sintomas suspeitos.

Higienização das mãos: a correta higienização das mãos está entre as recomendações mais importantes para a prevenção do contágio. As mãos devem ser lavadas com água e sabão periodicamente, mas principalmente após o contato com superfícies ou objetos da pessoa contaminada. A lavagem de mãos ideal deve durar pelo menos 20 segundos, com atenção para palmas, dorso, entre os dedos, ponta dos dedos e unhas, e punhos.

Higienização dos talheres, pratos e roupas: água, sabão e detergente comum são suficientes para eliminar partículas de vírus de superfícies sólidas e objetos. Da mesma maneira, lavar as roupas à máquina com sabão em pó é a prática recomendada para roupas de cama, banho, ou de uso da pessoa contaminada.

Lenços descartáveis: em caso de necessidade de uso de lenços, preferir os descartáveis que não precisam de higienização posterior.

Utilização de máscaras: as máscaras devem ser evitadas sempre que o paciente estiver sozinho em um cômodo isolado. Para os breves contatos para pegar alimentos e remédios, ambos o doente e o cuidador devem estar usando máscaras de boa qualidade e completamente adaptadas ao rosto, sem deixar frestas.
Local das refeições: o indivíduo contaminado deve fazer as refeições no cômodo em que está isolado. O momento da refeição, sem a máscara, é um momento crítico para contaminação das demais pessoas.

O que fazer quando a casa é muito pequena ou tiver apenas um cômodo?

Esta é uma situação mais complicada, mas comum. Neste caso, manter o ambiente sempre ventilado e uma distância de pelo menos 2 metros da pessoa contaminada. Manter o uso de máscaras sempre que possível e evitar fazer as refeições simultaneamente.

 

Estamos convivendo com o novo Coronavírus a mais de um ano, mas é importante manter os cuidados e cuidar das pessoas que estão por perto.

A Bunzl Saúde tem o compromisso de levar saúde através de seus produtos. Confira produtos que auxiliam no combate à COVID-19!

 

#OCuidadoContinua #PelaVida #ComVida #Cuidado

 Acesse o Portal Bunzl Saúde

Siga nossas redes sociais
   /bunlzsaude

 

Fonte:

DASA: https://dasa.com.br/blog-coronavirus/convivencia-com-covid-19-em-casa

- As opiniões aqui expressas são as do autor e não refletem necessariamente as da Bunzl Saúde. A empresa não assume qualquer responsabilidade por erros nas informações aqui contidas, nem por qualquer dano que possa decorrer do uso delas ou da confiança nelas.